Gestão Financeira em Tempos de Crise

Se você não sabe como atuar com a gestão financeira da sua empresa em meio a uma crise, esse artigo é para você!

Entenda melhor como se planejar, controlar e melhorar a forma como gere a saúde financeira da sua organização através de direcionamentos relacionados à área, ferramentas e outros fatores primordiais em relação a tais objetivos.

Nesse artigo você encontrará:

  • O que é gestão financeira;
  • Para que serve a gestão financeira;
  • Qual o papel da gestão financeira em uma crise econômica;
  • Como identificar a efetividade da gestão financeira de uma organização;
  • Como melhorar a gestão financeira de uma empresa;
  • Como atuar estrategicamente em relação às finanças da organização;

O que é Gestão Financeira?

Gestão Financeira é o planejamento e controle dos recursos e movimentações financeiras da empresa. Nesse contexto, englobam-se ações e procedimentos administrativos que visam maximizar os resultados econômicos e financeiros.

gestão financeira

Para que serve a Gestão Financeira?

Como já mencionado, a gestão financeira diz respeito a um controle adequado e relevante dos recursos da instituição. Uma correta administração financeira é imprescindível para o bom funcionamento da empresa. Além de gerar uma maior lucratividade, é capaz de preparar e até mesmo prevenir que uma organização sofra danos irreversíveis.

Sendo assim, uma boa gestão financeira possibilita a realização de análises e planejamentos financeiros mais assertivos. Em outras palavras, viabiliza analisar os resultados financeiros e planejar ações necessárias para obter melhorias.

Além disso, proporciona também, conhecendo a atual situação econômica mundial, o momento ideal para se fazer investimentos na organização.

Em suma, tal gestão permite que seja realizada uma administração correta dos recursos da organização.  Viabilizando, dessa forma, investimentos, crescimento e fortalecimento dos negócios.

Qual o papel da gestão financeira em uma crise econômica?

Sabe-se que, na contemporaneidade, o Brasil enfrenta uma grave crise relacionada à recessão, alta inflação e outros aspectos. Problemas estes que refletem diretamente na gestão das organizações. Diante disso, tendo conhecimento do para que serve a gestão financeira, é notório verificar sua importância em tempos de crise.

A fim de garantir que nos momentos críticos a empresa não precise cortar investimentos e pessoas, a gestão financeira atua de modo a fazer com que sejam evitadas surpresas. Para tanto, é necessário que haja um planejamento bem estruturado, atendendo todos os pontos necessários para que possa ser realizada projeções realistas. Vale salientar, também, a importância de um monitoramento de entradas e saídas de dinheiro da instituição, e, por fim, análises de toda a estrutura do negócio.

Como identificar se a gestão financeira da minha empresa é ineficiente?

De antemão, é necessário que seja verificado se os princípios contábeis são seguidos à risca na organização. A partir deles é possível notar de maneira clara a situação contábil da empresa e assim extrair informações necessárias para a tomada de decisão. Por exemplo, um dos principais princípios que são negligenciados é o da entidade, a qual enfatiza a necessidade da distinção correta dos recursos pessoais do gestor com a dos recursos da empresa, ou seja, as contas pessoais não devem ser misturadas com as contas da empresa.

A falta de controle do proprietário sobre as finanças é uma das principais causadoras de problemas graves para a organização. Exemplo de tal consequência é a não identificação do valor exato de receitas e despesas que proporcionariam informações essenciais para a instituição. Outro fator é a não compreensão exata de onde entram e para onde vão os recursos financeiros da empresa. 

Obs: os princípios contábeis são normas ou leis que devem ser seguidas pelos profissionais durante o exercício da profissão. O principal objetivo relacionado aos mesmos é proporcionar para as empresas um controle financeiro eficiente.

Além disso, outra forma de identificar a ineficiência da gestão financeira na instituição é verificando se há registro dos valores de lucratividade gerados a partir da prestação de um serviço, por exemplo. Diante disso, convém salientar a falta de elaboração do demonstrativo de resultados mensal. Dessa forma, tem-se como consequência o desconhecimento dos seus lucros e prejuízos. Sem esquecer, também, da ausência de compreensão dos ciclos financeiro e operacional da organização.

Por fim, é válido ressaltar também a falta de integração entre as políticas de vendas (prazos de pagamento) e as políticas financeiras como mais uma forma de identificar a ineficiência da gestão financeira.

 

Como posso melhorar a gestão financeira da minha empresa?

Aplicação de indicadores para que possam ajudar a descrever a situação atual de um determinado fenômeno ou problema. Tendo como objetivos, também, os de fazer comparações, verificar mudanças ou tendências e avaliar a execução das ações planejadas durante um período de tempo. Exemplos de indicadores são:

  • Lucratividade: tem como objetivo demonstrar qual é o ganho que uma empresa consegue gerar a partir de um serviço prestado.
  • Retorno sobre o Patrimônio Líquido (Rentabilidade): tem como objetivo mensurar a rentabilidade de uma corporação ao revelar o quanto de lucro a companhia gera com o dinheiro investido pelos acionistas. Além disso, pode informar também o tempo de retorno do investimento dos sócios.
  • Ponto de equilíbrio: tem como objetivo fornecer a informação do quanto a empresa precisa vender (em termos de volume ou receita) para alcançar o equilíbrio financeiro. Objetiva-se descobrir a posição em que não se tem prejuízos, mas também não se gera lucro.
  • Uso a risca dos princípios contábeis.
  • Utilização do fluxo de caixa, sendo uma ferramenta que permite acompanhar as entradas e saídas de dinheiro que ocorrem dentro da organização empresarial.
  • Realização do balanço patrimonial, a qual objetiva apresentar a situação dos lucros, dividendos e patrimônio da sociedade, a fim de otimizar os resultados do negócio.
  • Realização da demonstração do resultado do exercício (DRE), a qual objetiva apresentar o resultado líquido do negócio. A DRE é de extrema importância para a gestão financeira, permitindo ao gestor identificar informações importantes na adoção de estratégias relacionadas ao futuro do negócio.

O que fazer para que a Gestão financeira atue de forma estratégica e qualificada?

O objetivo fim da Gestão Financeira nas empresas é elevar seus lucros. Todavia, se tal gestão for exercida de forma desregulada, a saúde da organização como um todo é prejudicada. Pode-se, até mesmo, acarretar na falência da instituição.

Para tanto, alguns passos precisam ser seguidos de modo a garantir bons resultados, mesmo em momentos críticos, são eles:

1) Desenvolvimento do Planejamento Estratégico

Para que possam ser atingidos quaisquer objetivos, é necessário primeiramente saber aonde você e a sua empresa querem chegar. A partir disso, deve-se descobrir quais os meios que serão utilizados para que se possa alcançar tais objetivos.

Para tanto, o Planejamento Estratégico tem como função direcionar a empresa para um ponto estratégico de modo a atingir os objetivos estabelecidos. Dessa forma, torna-se possível a partir de uma visão bem clara de suas missões e objetivos estratégicos.

2) Elaboração do plano orçamentário

É o momento em que é feito o planejamento e controle das movimentações financeiras da empresa utilizando um plano de contas. O que demonstra de maneira analítica onde, como, quanto e quando ocorrem as movimentações de receitas e despesas.

Diante disso, pode-se estabelecer e coordenar objetivos, políticas e estratégias para todas as áreas da empresa.

3) Formulação da Estrutura Gerencial de Resultados

A Estrutura Gerencial de Resultados é uma ferramenta que possibilita avaliar o lucro ou prejuízo num determinado período. Assim, torna-se possível analisar se os resultados estão acontecendo de acordo com o plano orçamentário.

Caso haja incompatibilidade entre os resultados planejados no seu plano orçamentário em relação aos resultados apurados na sua estrutura gerencial de resultados, faz-se necessário analisar quais os motivos de tal problemática, para que possam ser corrigidas e transformadas em resultados satisfatórios para a empresa.

Conclusão

O que achou do nosso artigo? Hoje você entendeu como é importante atuar estrategicamente em relação às finanças da organização, principalmente em tempos de crise! Não esqueça de utilizar os ensinamentos vistos hoje e aplica-los na prática, para facilitar a sua gestão.

Se você gostou do nosso artigo e tem interesse em conhecer melhor sobre como melhorar a saúde financeira da sua organização, entre em contato com a equipe da ADM Soluções!

Créditos: Esse artigo foi desenvolvido por Jefferson Albuquerque, consultor da ADM Soluções.