Scrum: Produzindo o dobro na metade do tempo!

Já pensou como seria sua realidade caso conseguisse produzir mais em menos tempo? Como seria seu cotidiano se pudesse atuar com mais agilidade e assertividade? Hoje iremos te apresentar a metodologia Scrum!

O Scrum pode ser a técnica que você estava procurando para tornar o trabalho em equipe na sua empresa mais eficiente.

Quer conhecer mais sobre o Scrum? Então esse artigo será bastante interessante!

Nesse artigo você verá o quanto a metodologia pode transformar a sua empresa. Sendo assim, conhecerá mais sobre essa metodologia que é usada em organizações do mundo inteiro, inclusive na Google e na Yahoo.

O que você encontrará nesse artigo:

  • O que é Scrum?
  • Quais as etapas do Scrum?
  • Por que o Scrum é importante no trabalho em equipe?
  • Quais benefícios que a metodologia Scrum pode trazer para sua empresa?

O que é Scrum?

Scrum é uma metodologia utilizada na gestão de projetos que possibilita monitorar de forma eficiente e eficaz as tarefas que ocorrem dentro de um ambiente de desenvolvimento baseado em equipe, na qual busca alcançar um propósito em comum. A partir do Scrum, as equipes poderão ser mais engajadas e comprometidas. Assim, acarretando em um maior foco no resultado que deve ser obtido, fazendo com que seja alcançado de forma mais ágil. Além disso, a entrega de resultados ocorre de maneira mais rápida e com menor custo, oferecendo produtos e serviços que se adequam cada vez mais aos seus clientes.

Quais as etapas do Scrum?

Aqui está contida uma visão bem simples do processo Scrum, mas que já ajudará você a começar:

  1. Deve-se escolher o Dono do produto: pessoa responsável pelo produto, a qual irá dizer o que vai ou não vai estar contido no mesmo. Além disso, é importante levar sempre em consideração os riscos e os benefícios durante a montagem do mesmo. E estimulando o que desperta emoção na equipe e o que poderá ser feito.
  2. Escolhe-se a equipe: a qual deve ser formada por pessoas que tenham capacidade de absorver tudo que o dono do produto os passar e transformar todos os planos em realidade. Observação importante: as equipes formadas devem ser pequenas tendo de 3 a 9 pessoas.
  3. Deve-se escolher um Mestre Scrum: pessoa que será encarregada de dirigir toda a equipe conforme à estrutura do Scrum. Além disso, auxilia na solução de possíveis problemas que possam estar deixando o processo lento. O Mestre Scrum é a pessoa que entende de todas as práticas, princípios e valores do Scrum e que está sempre ajudando a equipe a seguir o plano correto. Já o papel do Dono do Produto é focar em construir o produto correto e estimular a equipe a construir o mesmo de forma a deixá-lo congruente com o que foi pensado.
  4. Crie uma lista de pendências do produto: trata-se de um guia, funcionando como um mapa, com tudo que deve ser feito para tornar a visão do projeto em realidade. Tais pendências vão surgindo a partir da evolução do processo. Nessa mesma lista, as ordens de pendência devem seguir um critério cronológico. Existirá apenas essa lista para guiar todo projeto. A partir disso, o dono do produto deve se certificar com a equipe se nela contém tudo que a equipe deseja e o quanto cada desejo é viável de ser realizado no projeto. Lembrando-se que as prioridades não devem ser feitas de acordo com uma estimativa de tempo. Afinal, as pessoas não costumam trabalhar bem sob pressão do tempo de algo que deve ser realizado, mas sim pelo tamanho da atividade a ser realizada, como pequena, média ou grande.
  5. Planejamento do Sprint: a primeira reunião do Scrum, a qual ocorrerá na presença de toda a equipe do projeto. O objetivo é planejar o Sprint que deve ter uma duração de tempo definida em menos de um mês. A equipe olha as tarefas que estão no topo da lista de pendências do produto e verifica em quanto tempo é capaz de realiza-las. Lembrando que o que foi planejado durante a reunião da elaboração do Sprint não pode ser modificado.
  6. Torne o trabalho visível: o melhor jeito de colocar essa ideia em prática é criando um quadro Scrum que deverá conter três colunas: a fazer, fazendo e feito. Post-its podem representar tarefas que devem ser concluídas e a equipe vai movendo eles de acordo com as três colunas que representam as etapas seguidas.
  7. Reuniões diárias ou Daily Scrum: este deve ser o ritmo do Scrum. Todos os dias no mesmo horário com duração de 15 minutos, a equipe e o mestre Scrum devem se reunir para responder as perguntas abaixo:
  • O que você fez ontem para ajudar a equipe a concluir o Sprint?
  • O que você vai fazer hoje para ajudar a equipe a concluir o Sprint?
  • Existe algum obstáculo impedindo você ou a equipe de alcançar o objetivo o Sprint?

O Daily Scrum ajudará a equipe, a saber, exatamente em que ponto do Sprint ela está. A partir disso, todos os membros da equipe têm a possibilidade de ajudar uns aos outros na execução do mesmo. Dessa forma, superar desafios acaba sendo uma tarefa mais fácil. Além do fato de a equipe ser autônoma, com todos podendo desempenhar o papel de ajudar o próximo. E o mestre Scrum fica encarregado de solucionar qualquer dificuldade que esteja impedindo o progresso da equipe.

  1. Revisão ou demonstração do Sprint: reunião na qual a equipe poderá mostrar o que conseguiu executar durante o Sprint. Esta reunião será aberta, não tendo somente como presença a equipe do projeto em si, mas também gestores, clientes ou qualquer outro stakeholder.
  2. Retrospectiva do Sprint: a partir do momento em que a equipe mostrou o que conseguiu fazer no Sprint anterior, tudo que está na coluna “feito” já pode ser entregue para seus clientes, a fim de que possa obter feedbacks. Essa reunião tem a intensão de pensar no que deu certo e no que poderia melhorar no próximo Sprint. Todos da equipe devem ter maturidade emocional de receber os feedbacks da melhor maneira possível e procurar soluções. Além disso, é fundamental que todos os membros assumam suas responsabilidades por todo o processo e seus referentes resultados.

Por que o Scrum é importante no trabalho em equipe?

Porque as equipes trabalham de forma mais autônoma. Assim, a auto organização acontece de maneira natural. Como consequência, a tomada de decisões acaba por acontecer de maneira mais rápida e transparente. Além disso, as equipes são reconhecidas não só com grandes vitórias, mas também com pequenas. Por exemplo, quando ocorrem os sprints, são reconhecidas as etapas que foram concluídas com sucesso. Assim, os membros acabam sendo mais estimulados para as próximas fases do trabalho a ser realizado. Além de que o trabalho é feito de forma transparente, deixando as etapas visíveis a todos os membros da equipe.

Quais benefícios a metodologia Scrum pode trazer para sua empresa?

Redução de riscos dos projetos

A partir da elaboração do produto por etapas (sprints), os planos de ação podem ser traçados mais rapidamente.

Maior qualidade do produto

Pelo fato de o Scrum mestre e a equipe estarem sempre em contato com o dono do produto, escutando seus desejos e necessidades e ecoando-as nos Sprints, haverá, assim, uma maior qualidade na entrega que tenderá a ficar cada vez mais próximo da realidade, expectativa e satisfação do cliente.

Aumento da produtividade

Com o Scrum, os cargos de cada funcionário estarão bem definidos. Dessa forma, será possível fazer com que os membros da empresa não se sintam sobrecarregados, aumentando, assim, a produtividade no ambiente de trabalho, tornando-o saudável e prazeroso no cotidiano.

Transparência no progresso do projeto

Porque a partir do momento em que todas as etapas do projeto estão bem definidas e divididas em Sprints de acordo com o que cliente quer, fica muito mais simples observar o progresso do projeto, até mesmo por meio do Quadro Scrum onde estará exposta cada etapa concluída. Sendo assim, cada membro da equipe estará ciente de tudo que ocorre, contribuindo para o sucesso do projeto.

Redução de custos                                                                    

A partir do planejamento iterativo do Sprint todos podem usar de recursos bastante criativos. Sendo assim, é possível que cada um dê sua ideia e ajude o próximo a solucionar algum problema que esteja atrapalhando no progresso do projeto, evitando assim, desperdícios.


Conclusão

Você gostou desse artigo?

O intuito desse artigo foi fazer você, leitor, conhecer um pouco mais sobre o Scrum. Metodologia esta que pode ajudar a sua empresa a crescer cada vez mais acompanhada de todos os benefícios citados. Então, está esperando o que para comprovar os benefícios do Scrum na prática? Afinal, quem não gostaria de produzir o dobro na metade do tempo?

Quer dicas mais personalizadas para sua empresa? Entre em contato com a ADM Soluções para que nossos consultores te auxiliem na alavancagem dos seus resultados!

Este artigo foi desenvolvido por Beatriz Pessoa, uma de nossas consultoras. 

Estratégias: Estimule as suas vendas!

Não sabe quais estratégias usar para estimular suas vendas? Está com dificuldade em suas vendas? Clientes antigos não costumam voltar ou te indicar? Já parou para pensar, se você é um vende(dor) ou um resolve(dor)?

O mercado tem ficado cada vez mais concorrido e os clientes mais exigentes devido ao rápido aumento de inovações tecnológicas e a facilidade do fluxo de informações nas redes sociais.

 

Segundo, LEVY; WEITZ (2000):

 

As decisões são tomadas visando à construção da marca. Procurando atrair e acolher o cliente alvo, de maneira a proporcionar elavada produtividade em vendas.

Dito isso, você encontrará neste artigo dicas de estratégias de marketing! As mesmas te ajudarão no incentivo de suas vendas e em permanecer atualizado no seu mercado. Abrangendo as áreas de:

  • Promoção;
  • Prospecção;
  • Pós-venda;
  • Fidelização.

Ao final do artigo estarão presentes DICAS BÔNUS. Para auxiliar na organização e no controle dessas estratégias dentro de sua empresa.

Estratégias para estimular suas vendas

Promoção:Diferente do que muitas pessoas pensam, as estratégias de promoção não são voltadas para oferecer descontos. Elas são um conjunto de ações para promover e fortificar a marca. Com o objetivo de atrair novos clientes tornando a marca mais visível no mercado.

Algumas estratégias de promoção:

Marketing de Conteúdo: É a maneira de engajar o público alvo e desenvolver uma série de contatos a partir do conteúdo relevante e bem direcionado. O marketing de conteúdo é muito utilizado nos blogs, porém pode e deve ser utilizado em outras redes, como: Linkedin, Facebook, entre outros. É necessário manter uma boa frequência de postagens com conteúdo de qualidade. Por exemplo, conteúdo que atenda a necessidade e responda as dúvidas do cliente. Essa estratégia é importante para a atração de clientes e alcançar o máximo de visibilidade da marca.

DICA: A Universidade Rock Content fornece um curso de marketing de conteúdo online e totalmente gratuito. O curso tem duração de 4 horas e 16 minutos e com direito a certificado válido por 1 ano.

Web Marketing: Para a fortificação e a maior visibilidade da marca no mercado a presença nas redes sociais é crucial, e para isso o Web Marketing se faz útil. Facebook e Instagram são redes populares, porém não são as únicas redes sociais. Quanto mais abrangência de mídias a empresa possuir, mais visível ela será no mercado e mais perfis de clientes ela alcançara. É uma forma de manter próximo o contato com o cliente e construir um relacionamento mais duradouro e benéfico para ambas às partes.


Prospecção: A prospecção refere-se ao primeiro contato da empresa com o cliente, em que a empresa deve conhecer seus clientes e identificar o que eles necessita para, assim, buscar possíveis soluções.

Algumas estratégias de prospecção:

Participação em Eventos: A participação em eventos é uma excelente maneira de promover a marca, buscar novidades no mercado e aumentar o contato com seus clientes.

A escolha dos eventos deve ser pensada de forma estratégica, como:

O que esse evento pode me agregar? Que público eu espero encontrar e quais são meus objetivos no evento? Sua presença no evento pode ser tanto para se capacitar mais pro seu negócio. Quanto para gerar network ao se aproximar de possíveis parceiros pro seu negócio e prospectar novos clientes promovendo e vendendo sua marca no evento.

Parcerias: Para que a empresa torne-se forte no mercado é preciso de parceiros que a auxiliem na prospecção e manter a marca conhecida para seus clientes em potencial, essa estratégia é uma excelente forma de manter profissionais de confiança e colaboradores perto da sua empresa.Parcerias com lojas complementares de seus serviços agregam bastante na divulgação de sua marca e na prospecção de novos clientes. Com a escolha dos parceiros certos, no qual o relacionamento e a troca de benefícios são mútuos, é possível aumentar o alcance dos objetivos em comum.


Pós-Venda: Essas estratégias são designadas para manter o relacionamento com o cliente longo e saudável, agregando ao consumidor benefícios que atenderão às suas necessidades.

Algumas estratégias de pós-venda:

Follow-Up:  O follow-up significa acompanhar ou fazer o acompanhamento do cliente após a prestação do serviço ou venda do produto. Essa estratégia objetiva manter um bom relacionamento com os clientes após a prestação do serviço.

No follow-up a empresa entra em contato com o consumidor, seja por e-mail, mensagem no WhatsApp Web ou ligação. O contato serve para entender como o cliente se encontra perante o produto ou serviço prestado, mostrando uma real preocupação da empresa.

Esse contato pode ser até mesmo em datas comemorativas, como: dia do trabalho, festas regionais, aniversário do cliente (sendo essa uma ótima maneira de permanecer no mercado consolidando sua marca como um diferencial perante o concorrente), além de elevar a satisfação do cliente tornando-o apto para uma futura fidelização.

Pesquisa de satisfação: A pesquisa de satisfação é uma série de perguntas distribuída em um questionário, no qual deve ser simples e rápida de ser aplicada.Essa estratégia serve para que a empresa aplique uma melhoria contínua, dando espaço aos clientes para dar sugestões e feedbacks, alcançando a excelência no mercado se baseando na visão externa de seus consumidores.


Fidelização: A fidelização visa manter um vínculo entre a marca e seus atuais clientes para que indiquem e retornem a consumir seus produtos e/ou serviços, pois como orienta Philip Kotler (1999), “conquistar novos clientes custa entre 5 a 7 vezes mais do que manter os já existentes”.

Algumas estratégias de fidelização:

Estratégia de relacionamento: Essa estratégia será a comunicação da marca com os clientes e possíveis clientes. Mantendo um relacionamento de qualidade expondo as características da empresa. Isso pode ser feito por meio de conversas virtuais, respondendo dúvidas, reclamações e elogios em cada mídia presente da organização, respondendo os comentários no Facebook, Instagram, E-mails, entre outras mídias presentes em sua empresa.

Programa de pontos: Consiste em recompensar o cliente de acordo com o número de aquisições e/ou valor de suas compras. O programa pode ser implementado por meio de um cartão fidelidade. Onde, permitirá ao cliente a visualização da sua quantidade de pontos e, de certa forma, para incentivar as futuras compras.


Cliente Oculto

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Aperfeiçoar o atendimento, conhecer melhor as práticas dos...

Read More