Planejamento e organização são duas características essenciais a qualquer empresa. Logo, projetar de forma segura permite enfrentar quaisquer contratempos, evitando grandes impactos negativos para sua empresa. Por isso, o erro de muitas organizações é focar apenas na criação e no sucesso, esquecendo-se que realizar o planejamento operacional é a base essencial para cumprir todas as metas, garantindo o alcance dos resultados.

Então, pensando no seu negócio, a ADM soluções simplificou o que é o planejamento operacional, a sua importância e como utilizá-lo. Mas, antes de começar, é necessário entender a diferença entre o planejamento operacional, estratégico e tático.

Planejamento operacional, estratégico e tático

 O planejamento empresarial divide-se em três níveis: o estratégico, o tático e o operacional. Portanto, a diferença do planejamento estratégico para o planejamento tático é que o primeiro foca  na organização de toda a empresa e os seus objetivos gerais, com resultados estimados a um longo prazo.

Já no planeamento tático, se inicia o processo de detalhamento. Assim, é necessário criar condições para cumprir as ações definidas no planejamento estratégico. Dessa forma, ele reflete positivamente na produtividade, já que deixa claro o que cada departamento deve fazer e como isso deve ser feito. Uma das ferramentas facilitadoras usada é a do 5W2H, a qual se relaciona tudo o que será feito, por que, por qual setor, quando será feito, quais os responsáveis, como cada ação será feita e qual o custo desse investimento.

Esse detalhamento é importante para aumentar o desempenho e a execução, através do direcionamento preciso das pessoas que estão na base da operação. Além disso, seu ciclo é curto, o qual tende a um período de 6 meses a 1 ano, o que o torna um grande aliado para evitar crises.

O que é o planejamento operacional? 

Após um planejamento estratégico, são estabelecidas quais atitudes tomar para atingir cada um deles. A essa tomada de ação damos o nome de Planejamento Operacional, o qual é um documento focado em viabilizar os resultados da empresa. Nele também se definem os responsáveis, o orçamento necessário, o cronograma de realização e os mecanismos de monitoramento de desempenho.  Visto isso, o seu rápido período de execução associado ao detalhamento das atividades permite transformar as metas de longo prazo em subtarefas executáveis.

Por isso, utilizar ferramentas é importante para aperfeiçoar o planejamento. Um exemplo disso, é a análise SWOT, que estuda o ambiente interno da organização, buscando as suas forças e fraquezas, além do ambiente externo, o qual identifica oportunidades ou ameaças.

Como colocar em prática?

 Responder esses questionamentos vai te esclarecer e direcionar nas etapas de execução do projeto e nos seus respectivos responsáveis:

    1. Como fazer?
    2. Quem vai fazer?
    3. Qual o prazo?
    4. Quais as ferramentas e recursos necessários?
    5. Quanto vai custar?
    6. Quais as alternativas?

Como estruturar ? 

Primeiro é necessário definir os procedimentos: O que e como fazer.

    1. Após isso, identificar as estruturas da empresa: Tudo o que se tem e a qualidade do funcionamento, para que se direcione o uso.
    2. Depois disso, utilizar o Recursos humanos: A fim de obter o conhecimento de todos os envolvidos no projeto, com seus respectivos setores e funções.
    3. Calcular o orçamento: Documentar a parte financeira com todos os valores gastos no período do projeto.
    4. Definir o cronograma e o plano de ação:  Desenvolver quais atividades serão feitas e qual o período.
    5. Prever possíveis riscos do projeto: Ter um conjunto de ações que objetive aumentar as chances de sucesso do projeto.

 Depois de entender mais sobre esse assunto super importante para a sua empresa, a ADM Soluções pode te ajudar a realizar um bom planejamento.

Para falar com um dos nossos consultores, clique aqui e entenda mais sobre o tema!

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.