Comportamento de um bom líder

Comportamento de um bom líder

Liderar pessoas é a nobre missão de conduzi-las e orientá-las para que o grupo possa alcançar seus objetivos, seja no âmbito profissional ou pessoal. Em geral, esse aspecto é facilmente identificado no ambiente corporativo, no entanto, famílias, projetos sociais, associações informais e até mesmo grupos de amigos podem ter líderes. Ademais, um bom líder não surge por acaso. Assim, um líder precisa ter um bom comportamento, já que ele possui um perfil e tem características marcantes que fazem dele uma pessoa ou profissional diferenciado. Nesse sentido, iremos apresentar aqui os principais comportamentos de uma liderança que se destaca pela boa competência:

  1.  Ser disciplinado

A responsabilidade para gerir suas próprias atividades é o essencial para que uma pessoa seja capaz de gerir as atividades de um grupo, projeto ou departamento. Isso exige rigor nos padrões de qualidade e no cumprimento de cada tarefa, o que só se obtém com muita disciplina. Dessa modo, liderar é não apenas adquirir conhecimentos, mas, acima de tudo, colocar esses conhecimentos em prática diariamente.

  1. Assumir responsabilidades

Um líder é capaz de responsabilizar-se por suas decisões em qualquer esfera: junto a seus liderados
junto à direção, à empresa, junto a clientes e fornecedores, até mesmo junto ao mercado e à opinião pública em alguns casos. Assumir a responsabilidade é uma competência que tem efeitos motivacionais junto a equipes. Colaboradores se sentem seguros e até mesmo protegidos, livres para desempenhar suas funções de acordo com o esperado sob a batuta de uma chefia que é capaz de instruí-los e comandá-los, mas também de responsabilizar-se por seus pontos fracos e incertezas.

  1. Pensamento critico

O pensamento crítico é uma competência fundamental que permiti que um líder tanto inove como também permita que a inovação flua a partir de sua equipe e departamento. Um líder precisa ter o pensamento crítico em duas frentes:

  • Para avaliar os efeitos e consequências de suas próprias decisões;
  •  Para questionar regras e políticas da empresa e de superiores, de modo a facilitar e melhorar o trabalho das equipes e de seus resultados.
  1. Equilíbrio emocional

Partindo-se do pressuposto de que o conceito de equilíbrio seja: não cometer excessos e nem incorrer em falta. O líder que tem um bom equilíbrio emocional é aquele que manifesta suas emoções e sentimentos, mas tem a capacidade de governá-los e até mesmo usá-los em prol da produtividade e do bem de sua equipe gerando assim resultados melhores.

  1. Ser um discípulo

Grandes líderes são também grandes seguidores, seja de outros líderes, seja de grandes ideias. Ser um discípulo gera no líder uma parcela fundamental de humildade, permitindo-o com que o mesmo se destaque pela sua boa competência. Nesse contexto, um líder discípulo aprende com mais facilidade das pessoas e das situações ao seu redor, pois se torna capaz de dar um passo além de sua visão e de sua própria percepção.

 

Podemos concluir que para se tornar um bom líder é necessário que haja um bom preparo e disposição. Para isso, de acordo com as características apresentadas, nós da ADM Soluções estamos à disposição para ajudá-lo a melhorar a sua empresa.

 

Para falar com um dos nossos consultores, clique aqui e entenda mais sobre esse tema!